sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

[Resenha] Os Senhores dos Dinossauros #1: Os Senhores dos Dinossauros


“Senhores dos Dinossauros” foi um dos clássicos livros que eu comprei com uma hype absurda, porém devido a algumas resenhas negativas, acabei deixando estacionado na estante por um booooooooooom tempo… Finalmente tomando vergonha na cara - e devido ao lançamento do segundo volume “Cavaleiros dos Dinossauros” - resolvi desencalhar este livro e dar uma chance a ele, afinal são dinossauros!

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

[Resenha] Nimona


Qualquer um que tenha sido fã de quadrinhos por mais de 1 mês já deve ter se deparado com a necessidade incontornável de procurar vida fora dos buracos-negros super massivos que são a DC e a Marvel. Seja pela natureza repetitiva dessas publicações, seja pelo caráter apelativo das personagens ou pelo simples cansaço, não é exagero dizer que a sanidade mental de um leitor de quadrinhos depende destas publicações menos maquinais, publicações que não seguem, ao menos não à risca, os clichés dos heróis – nem que seja só para respirar um pouco antes de chafurdar mais uma vez no mar de capas, collants e inseguranças masculinas que eu tanto amo.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

[Resenha] Salem

“O bem é escasso em cidadezinhas sedentárias. O que predomina é indiferença temperada com uma pitada de maldade inconsciente, ou pior, consciente.” (Página 139)


terça-feira, 28 de novembro de 2017

[Resenha] Breaking Bad - O Livro Oficial


“Breaking Bad”, que estreou em 20 de janeiro de 2008 revolucionou a TV americana, o que refletiu no mundo inteiro. De uma maneira bem resumida, a série acompanha a vida de Walter White, um brilhante - porém extremamente frustrado - professor de química do ensino médio. Sua vida é um turbilhão de problemas. Seu filho tem paralisia cerebral, sua esposa acabou de descobrir uma gravidez não planejada, as contas não param de chegar, e a cereja do bolo: ele é diagnosticado com câncer de pulmão.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

[Resenha] Suicidas

“Afinal, tudo acaba. Ninguém morre vazio de sonhos. O morto é enterrado com seus projetos, seus desejos, tudo… Num átimo, o tudo vira nada, e é só. A vida continua.” (Página 228)


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

[Resenha] A (R)evolução das Mulheres

“Todo mundo acha que, se castrarem um macho, ele vai ficar menos agressivo, mas são as fêmeas que mais mordem. É um instinto básico, de proteger o próprio útero. Isso acontece com todos os animais: as fêmeas da espécie são mais letais do que os machos.” (Página 20)